sábado, 29 de abril de 2017

3º DOMINGO DA PÁSCOA - AVISOS





MISSAS DOMINICAIS



7h, 9h e 19h30  – Missa da Páscoa na Catedral Diocesana
10h: - Batizados
11h:  - Missa   no Carmelo
19h: Missa na Comunidade de Missão do Sahy


MISSAS E CELEBRAÇÕES DESTA SEMANA:

                                
Terça-feira, dia  2 de Maio ...................        As 16h – Missa na Comunidade de Mamão
                                                                       As 17h – Missa na Comunidade de Caatinguinha   

Quarta-feira,  dia 3 de Maio .................        As 16h – Missa na Comunidade de Conceição
                                                                      As 17h – Missa na Comunidade do Alto Bonito
                                             
Sexta-feira, dia 5 de Maio ...................         As 17h – Missa na Comunidade de Lagoa do Barro

 Sábado, dia 6 de Maio .........................        As 16h – Missa no Bonfim III
                                                                       As 17h30 – Missa na Comunidade de Passagem Velha
                                                                       As 19h30 – Missa na Comunidade da Pera     


OUTROS AVISOS:

·         De 3 a 13 de maio, acontece a festa em homenagem a Nossa Senhora de Fátima Padroeira da Comunidade do Alto da Maravilha.

·         Dia 6 de maio, ás10h, no Centro Catequético, teremos o 1º Encontro de Formação para catequistas da zona rural e zona urbana de nossa Paróquia.

·         Acontecerá no dia 7 de maio, próximo domingo,  no Centro de Pastoral Diocesano, a partir das 11h, a  3ª Feijoada do Mariama Jovem. O preço da feijoada custa R$ 10,00 e os interessados devem procurar a Pastoral do Dízimo ou os jovens do setor juventude.

·         Comunicamos aos Senhores pais, que já iniciamos a catequese no Centro de Pastoral de Catequese localizado à Rua Visconde do Rio Branco, 159. Matriculamos crianças a partir dos 6 anos e as aulas acontecem aos sábados com início às 15h30.

terça-feira, 25 de abril de 2017

25 DE ABRIL - DIA DE SÃO MARCOS EVANGELISTA

Celebramos com muita alegria a vida de santidade de um dos quatro Evangelistas: São Marcos. Era judeu de origem e de uma família tão cristã que sempre acolheu aos primeiros cristãos em sua casa: “Ele se orientou e dirigiu-se para a casa de Maria, mãe de João, chamado Marcos; estava lá uma numerosíssima assembleia a orar” (Atos 12,12).

A tradição nos leva a crer que na casa de São Marcos teria acontecido a Santa Ceia celebrada por Jesus, assim como dia de Pentecostes, onde “inaugurou” a Igreja Católica. Encontramos na Bíblia que o santo de hoje acompanhou inicialmente São Barnabé e São Paulo em viagens apostólicas, e depois São Pedro em Roma.
São Marcos na Igreja primitiva fez um lindo trabalho missionário, que não teve fim diante da prisão e morte dos amigos São Pedro e São Paulo. Por isso, evangelizou no poder do Espírito Alexandria, Egito e Chipre, lugar onde fundou comunidades. Ficou conhecido principalmente por ter sido agraciado com o carisma da inspiração e vivência comunitária, que deram origem ao Evangelho querigmático de Jesus Cristo segundo Marcos.
São Marcos, rogai por nós!

Retirado de: http://santo.cancaonova.com

sábado, 22 de abril de 2017

2º DOMINGO DA PÁSCOA - AVISOS


2º DOMINGO DA PÁSCOA - AVISOS




MISSAS DOMINICAIS:

7h, 9h e 19h30 - Miss da Páscoa na Catedral Diocesana
10h - Batizados
11h - Missa no Carmelo
16h - Missa na Comunidade Kolping
16h - Missa na Comunidade de Missão do Sahy
17h30 - Missa na Comunidade de Olaria
19h30 - Celebração da Palavra na Comunidade da Gamboa
19h30 - Missa da festa de Santo Expedito na Comunidade de Itapicuru

MISSAS E CELEBRAÇÕES DURANTE A SEMANA:

Terça-feira, 25 de abril .........Às 16h - Missa na Comunidade do Barro de Baixo
Quarta-feira, 26 de abril........Às 16h - Missa na Comunidade de Barroca do Faleiro
                                               Às 19h30 - Missa Festiva em Louvor a N. Sra. do Bom Conselho
                                                na Comunidade de Limões
Sexta-feira, 28 de abril..........Às 16h - Missa na Comunidade de Várzea do Mulato
Sábado, dia 29 de abril..........Às 19h30 - Missa no Assentamento Jibóia


 OUTROS AVISOS:

- De 23 a 26 de abri, a Comunidade de Limões celebra a Festa em homenagem a Nossa Senhora do Bom Conselho;

- Dia 6/5, às 10h, no Centro Catequético, teremos o 1º Encontro de Formação para catequistas da Zona Rural e Zona Urbana de Nossa Paróquia.
                                             



quarta-feira, 19 de abril de 2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

CRISTO RESSUSCITOU! ALELUIA! ALELUIA!


“E entraram, mas não encontraram o corpo de Jesus e ficaram sem saber o que estava acontecendo. Nisso, dois homens, com roupas brilhantes, pararam perto delas... e disseram: Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que está vivo? Ele não está aqui! Ele ressuscitou como havia dito!”
 (Lc 24.3) 

 Enfim, após uma semana de reflexão e lembranças dos algozes e maus momentos vividos por nosso Senhor Jesus Cristo e viver um momento de prelúdio, às 6 horas, os sinos da Catedral, de todas as capelas  e comunidades anunciavam que o túmulo de Cristo estava vazio: JESUS RESSUSCITOU! Jesus é vitorioso! Jesus venceu a Morte!


Os fiéis estavam ali, presentes em suas paróquias, comunidades e, em particular, lotando a Catedral Diocesana para testemunhar uma vida nova onde a tristeza e o desânimo ficaram na pertinência de um passado e absorver a esperança e o otimismo. Jesus venceu a morte e permanece conosco para sempre. Exultemo-nos de alegria!

Aceso o Círio Pascal, é proclamado “Bendito sejais, Deus da vida, pela ressurreição de Jesus Cristo e por ter esta Luz símbolo da presença do Ressuscitado e do vosso imenso amor por nós”. E, assim, iniciou a Santa Missa da Páscoa da Ressurreição.



 Jesus ressuscitou! E ressuscitando ele é o vencedor da morte. E nos alegra a todos e nos oferece uma vida sem sombra, sem dor, sem fim, dizia Dom Francisco Canindé em sua homilia. Jesus, é o Senhor dos vivos e dos mortos. O Senhor de todos os povos. Devemos crer olhando sempre e acreditando sempre em seu nome. A liturgia de hoje é uma verdadeira catequese da ressurreição de Cristo.

 Ainda em sua homilia anunciou que, conforme a liturgia, devemos sempre buscar as coisas do alto onde está o Cristo ressuscitado. Buscar as coisas do alto é buscar as coisas do bem. É querer viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. Finalizando desejou Feliz Páscoa a todos.  



MAIS FOTOS NO FACEBOOK DA PASCOM.

VIGÍLIA PASCAL

“No primeiro dia da semana, bem de madrugada, as mulheres, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé foram ao túmulo de Jesus, levando os perfumes que haviam preparado para embalsamar seu corpo. Diziam entre si: Quem nos irá remover a pedra da entrada do túmulo?” Mas, depois de olharem, verificaram que a pedra estava rolada para o lado."
(Mc 16.1-4)


Sábado de Aleluia é o Sábado da Semana Santa, o primeiro dia depois da crucificação e morte de Jesus Cristo e o dia anterior ao Domingo de Páscoa.
 Durante o Sábado Santo é celebrada a Vigília Pascal, ocasião em que os fiéis cristãos se reúnem em constantes orações, leituras bíblicas e salmos durante toda a noite que antecede o Domingo de Páscoa.
        O significado da Vigília Pascal está relacionado com a preparação para a ressurreição de Jesus Cristo que, segundo a bíblia, aconteceu três dias após a sua morte.
        No Sábado de Aleluia também é o dia em que se acende o Círio Pascal, uma grande vela que simboliza a Luz de Cristo, que ilumina o mundo. Em nossa Paróquia, a Benção do Fogo novo e do Ciro Pascal aconteceu em frente à Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim. Na vela, estão gravadas as letras gregas Alfa e Ômega, que querem dizer "Deus é o princípio e o fim de tudo 




Após a Proclamação do Exultet, os devotos em procissão, dirigiram-se à Catedral Diocesana onde tivemos a benção da água e a renovação das promessas batismais.


Nesta celebração, tivemos a participação de Dom Francisco Canindé Palhano e Diácono Luan. Dom Francisco Canindé, em sua homilia, refere-se à Vigília como uma noite santa de sábado onde a liturgia é marcada por dois momentos especiais, por um lado vivemos um clima de serenidade e, por outro, o lado  de uma expectativa jubilosa.


 É a mãe das vigílias que focaliza a fé Cristã e nos conduz a centralização da celebração que é a Ressurreição de Jesus Cristo.  



MAIS FOTOS NO FACEBOOK DA PASCOM.

VISITA AO COMPLEXO POLICIAL DE SENHOR DO BONFIM

“Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.”
 (Mateus 25:34-36)


        
 Nesta Sexta-feira Santa dia 14/04/2017, momento  que se deve intensificar o grau da  prática da  oração, do jejum , esmola  bem como, da penitência, a Diocese de Bonfim através da Paróquia do Senhor do Bonfim realizou a entrega do material de cama e banho, no Complexo Policial, doados  na oferta da Santa Missa Solene da Instituição da Eucaristia e Lava-pés realizada no dia 13/4 (Quinta-feira Santa) na Catedral Diocesana. Essa Prática, no ano próximo passado, aconteceu com a participação de Dom Francisco Canindé, Pe. Clayton e o Diácono Luan. 
Neste ano, tivemos a participação de Dom Francisco Canindé, Diácono Luan e os Seminaristas Eduardo e Laerth. A recepção no Complexo aconteceu por parte do Delegado plantonista Dr. Leonardo Virgílio e demais carcereiros. A estes, obrigado pelo acolhimento.

Mais uma vez, aconteceu momento de muita emoção misturado ao sentimento de surpresa demostrada pelo interesse e participação dos custodiados nos momentos de oração. Foram visitadas cinco celas que, no total geral, abriga 101 detentos. Numa das celas estava escrito: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Frase esta, observada por Dom Francisco e utilizada para um início de conversa.
      A força da entonação de voz ecoada pelos custodiados, de cada palavra pronunciada com veemência, talvez, traduzisse um olhar de arrependimento ou até mesmo uma vontade de sair do cárcere. 
A oração, naquele momento, possivelmente, demostrava a vontade de liberdade. Ou, ainda, jogar de lado todo sofrimento e viver aquele momento traduzindo-o como um pedido de socorro, de reflexão, de oração e até mesmo de satisfação e porque não dizer alegria interior. Quantos são abandonados e esquecidos? Quantos não já perderam os laços familiares? Que vivem na solidão.
     Além do material cedido, através da coleta, houve a distribuição de Evangelhos e terços para cada um. Em cada cela visitada uma oração, um aperto de mão e aplausos; um pedido pra olhar de Jesus na cruz, uma palavra para reflexão, um conselho, um pedido de crença na esperança. 
Texto de José Lima - Pascom da Paróquia de Senhor do Bonfim

SOLENE AÇÃO LITÚRGICA DA PAIXÃO E MORTE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO 14/04/2017

No Dia 14 de abril, sexta-feira da paixão, foi celebrado na Catedral Diocesana, bem como nas comunidades da nossa Paróquia a Solenidade da Paixão de Cristo.

A Paixão, A Morte e a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo constituem o acolhimento central e definitivo de nossa salvação.

É comum ouvir a expressão “Cristo morreu na cruz por nós", mas o que ela significa? Como funcionou, na prática, a redenção dos pecados da humanidade através da morte de Nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz?

No Antigo Testamento animais eram sacrificados, pois havia uma aliança entre Deus e o povo de Israel, na qual esses deveriam cumprir a referida aliança obedecendo à Lei. Cabia ao povo ser fiel, todavia, a Lei era muitíssimo rígida, tanto que era quase impossível cumpri-la à risca. Deste modo, foram criados mecanismos para a chamada “expiação", por meio da qual o povo seria redimido de suas faltas.

O sangue significava que o homem merecia, de fato, a morte, pois não obedecera a Lei. Ao jogar o sangue cheio das misérias naquele lugar santo, ele se tornava purificado por causa da presença de Deus. O Santíssimo (Deus) purificava o sangue (povo).

Jesus é o propiciatório! Ao derramar Seu sangue na Cruz, o sangue da vítima toca o propiciatório, por assim dizer e ali acontece o sacrifício expiatório definitivo, posto que perfeito. Na Cruz, o puro e imaculado que é Jesus, toma sobre si os pecados da humanidade. Não mais simbolicamente, como no Antigo Testamento, mas de forma real. 

A miséria, o pecado, a desgraça, a morte tocam no propiciatório que é Jesus e tudo é lavado, purificado, liberto. Para isso é que foi necessária a morte de Cristo na Cruz.

Nossa Paróquia celebrou em solene ação Litúrgica (Presidida por Dom Francisco) a fim de reviver esse momento doloroso, mas que nos devolve toda a esperança.



Com o beijo da Cruz e Procissão com a imagem do Senhor morto e Nossa Senhora da Soledade todos os fiéis puderam viver momentos de grande devoção, demonstrações de amor e gratidão com Aquele que veio para nos libertar, veio para que todos tivessem vida eternamente!


Apoio para o texto retirado de:
Cançãonova.com
padrepauloricardo.org


MAIS FOTOS NO FACEBOOK DA PASCOM.



domingo, 16 de abril de 2017

SANTA MISSA SOLENE DA INSTITUIÇÃO DA EUCARÍSTIA E LAVA-PÉS

Quando chegou o momento de Sua morte e partida para a eternidade, Jesus em Sua bondade infinita nos ofereceu o melhor presente: instituiu a Sagrada Eucaristia, Presença real dEle Mesmo com Seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade na Hóstia e no Vinho Consagrados.


Momento registrado por São Mateus: "Enquanto comiam (a Ultima Ceia), Jesus tomou um pão e, tendo abençoado, partiu e, distribuindo aos discípulos, disse: Tomai e comei, isto é o Meu Corpo . Depois, tomou um cálice e, dando graças, deu-lhes dizendo: dele Bebei todos, pois isto é o Meu Sangue, o Sangue da Aliança, (nova Aliança) que é derramado por muitos para remissão dos pecados". (Mt 26,26-28).

No dia 13/04/2017 ao entardecer nossa Paróquia celebrou a Santa Missa de instituição da Eucaristia e lava-pés, sendo ministrada na Catedral Diocesana por Dom Francisco Canindé Palhano, nosso bispo Diocesano e dando inicio ao Tríduo Pascal.
Nesta mesma celebração tivemos o rito do Lava-Pés, rito este que contém duplo significado, à luz do Evangelho de João:
– uma imitação do gesto realizado por Cristo ao lavar os pés dos Apóstolos no Cenáculo;
– a expressão do doar-se a si mesmo, exemplificada com aquele ato.

No momento em que se abaixou até os pés dos discípulos e os lavou, Jesus quis deixar claro que se fez servo e que nós também devemos ser servos uns dos outros: “Também vós deveis lavar os pés uns dos outros”, afirma Ele, claramente, em Jo 13,12-14.
Foi representando este momento tão “simples” e rico de humildade e amor que Dom Francisco lavou os pés de doze jovens estudantes do Educandário N. Sra. Do Santíssimo Sacramento – Sacramentinas.


MAIS FOTOS NO FACEBOOK DA PASCOM.

SANTA MISSA DO CRISMA E BENÇÃO DOS SANTOS ÓLEOS - RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS SACERDOTAIS

Quinta-feira Santa, que nos insere no âmago do Mistério pascal de Cristo. E no dia 13/04/17 aconteceu em nossa Catedral Diocesana este prelúdio do Tríduo Pascal – que se iniciou propriamente com a Missa vespertina da Ceia do Senhor.

Na "Missa do Crisma" se abençoam o óleo dos catecúmenos e dos enfermos e se consagra o Santo Crisma, daí, ser também chamada "Missa dos santos óleos".


Ainda nesta celebração renovam-se as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, sendo por isso mesmo também chamada Missa da Unidade, "expressando a comunhão diocesana em torno do mistério pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja" como afirma Dom José Luis Azcona Hermoso bispo da Prelazia do Marajó, no Pará.


Durante a celebração na Catedral Diocesana e durante a homilia Dom Francisco Canindé nosso bispo Diocesano falou para os sacerdote que ele é grato a Santa igreja pelo sim de cada um, pois eles foram aceitos a trazerem cristo a nós.
Segundo Dom Francisco, no altar lhe são reunidos 2 dons: o sacramento do corpo e sangue de cristo e o dom do sacerdócio.
O sacerdócio de cristo foi dado a tantos homens e a eficácia dele para que permaneça o amor necessário.

Nós sacerdote fomos escolhidos para sermos ministros e para levar a palavra. E assim levar a salvação, afirma o reverendíssimo.


Citou ainda uma das cartas de São Joao Paulo II aos sacerdotes, onde na mesma falava que todo sacerdote tem uma ligação à mãe de Deus. Com base nessa frase, Dom Francisco citou que nesse ano mariano é conveniente que a igreja recorde sobre o quanto Jesus confiou sua mãe a João, e ele expressou a verdade sobre o verbo que se fez carne e está no meio de nós.



Nesse momento falou um pouco dos óleos dos catecúmenos, dos enfermos e do santo crisma. Por eles todos ungidos, recebem o mesmo espírito e somos chamados de cristãos ungidos. A unção nos dar a vivência maior na caridade e nos faz cumprir a vontade do espírito santo.



MAIS FOTOS NO FACEBOOK DA PASCOM